para maiores de 18 anos

10
mar 2016

ONU ofecere planos de aula com temáticas para combater o machismo e a violência de gênero na escola

 
publicado em: educação sexual, estudos de gênero, feminismos
por: Julieta Jacob
 

No meu mestrado (no programa de Direitos Humanos da Universidade Federal de Pernambuco) eu pesquisei sobre práticas pedagógicas que abordam relações de diversidade sexual e gênero na escola.

Não só por isso (mas também por isso) fiquei muito contente quando li a notícia de que a ONU Mulheres havia criado a iniciativa chamada “O Valente Não é Violento” com o objetivo de atuar pelo fim de estereótipos de gênero e comportamentos machistas produzindo conteúdo pedagógico livre para colaborar na formação de estudantes no Brasil.

gênero na escola: o valente não é violento

Campanha da ONU incentiva o debate de gênero na escola.

leia o post completo »

1 comentário

7
mar 2016

Campanha usa vídeos para ensinar sobre consentimento e combater a cultura do estupro

 
publicado em: amor, educação sexual, sexo
por: Julieta Jacob
 

Sim, consentimento é simples. Muito. A regra é uma só: se não é “sim”, é “não”. Não tem meio termo. Não tem “não é bem assim”. Mais fácil que 2+2=4. Uma questão de raciocínio lógico dos mais básicos.

consentimento

Os personagens que ilustram os vídeos da campanha #ConsentIsSimple (consentimento é simples). Assista aos vídeos no fim do post.

Mas se é tão simples, por que a gente precisa TANTO bater na tecla do consentimento? Porque contra essa simplicidade toda existe uma gigantesca cultura do estupro que insiste em atrapalhar essa equação propagando mensagens do tipo:

se não disse nada = sim
se disse talvez = sim
se disse que tem namorado(a) = sim
se disse que não tem certeza = sim
se disse que está cansada(o) = sim
se está usando roupa curta = sim
se está dançando = sim
se está de batom vermelho = sim
se está muito sorridente = sim
se eu assovio e ela me olha = sim

Viram só que trabalhão? Sabemos que todas as situações citadas acima são falsas, mas elas são amplamente validadas diariamente nas práticas sociais. É isso que chamamos de cultura do estupro.

leia o post completo »

nenhum comentário

2
mar 2016

Estação Plural estreia na TV Brasil: “O programa mostra que gay não é bicho de sete cabeças”

 
publicado em: educação sexual, LGBT
por: Julieta Jacob
 

Original, ousado, engajado. É assim que a TV Brasil descreve o novo Estação Plural, primeiro programa LGBT da TV aberta e que vai tratar de pautas de comportamento e temas da atualidade, com destaque para a sexualidade. A estreia é nesta sexta-feira (04/03), às 23h. São três apresentadores, todos do universo LGBT: a cantora e compositora Ellen Oléria (mulher cisgênero lésbica), o jornalista Fernando Oliveira (Fefito – homem cisgênero gay) e a integrante da banda Uó, Mel Gonçalves (mulher transexual heterossexual).

Estação-Plural ok

Da esquerda para a direita: Ellen, Mel e Fefito.

leia o post completo »

nenhum comentário

29
fev 2016

Melhores momentos do Oscar 2016: Lady Gaga, Sam Smith, Spotlight, Amy e Glória Pires

 
publicado em: educação sexual, LGBT
por: Julieta Jacob
 

Milagrosamente consegui assistir a oito filmes que estavam concorrendo ao Oscar (acho até que ultrapassei a marca de Glória Pires!! Quem me segue no instagram já acompanhou as Erosdicas de cinema que dei por lá).

Vou comentar rapidamente alguns momentos que marcaram a cerimônia de premiação (e que envolvem questões de gênero e sexualidade, claro):

1- A apresentação emocionante de Lady Gaga em protesto contra a violência sexual

A cantora fez uma performance arrasadora da música Til It Happens To You, composta por ela e Diane Warren, e presente na trilha sonora do documentário The Hunting Ground (2015). A música, que concorreu a melhor canção original, fala sobre o sofrimento de vítimas de violência sexual em escolas dos Estados Unidos, o mesmo tema do filme. Várias vítimas (homens e mulheres) entraram no palco trazendo nos braços frases escritas tais como “sobrevivente” ou “a culpa não é sua”. A própria Lady Gaga já admitiu ter sido estuprada aos 19 anos. Muita gente da plateia se emocionou (em casa também).

lady gaga ok

Lady Gaga no palco cercada de vítimas de violência sexual.

O vice-presidente americano, Joe Biden, também subiu ao palco para citar medidas que o governo tem tomado para combater esse crime e divulgar o site It´s On Us, que reúne orientações sobre como identificar uma violência sexual e o que fazer para enfrentá-la.

leia o post completo »

nenhum comentário

28
fev 2016

Curso que propõe “cura gay” recebe notas de repúdio e será investigado pelo Ministério Público

 
publicado em: educação sexual, LGBT
por: Julieta Jacob
 

Nessa semana circulou na internet via Facebook uma publicação absurda propondo um “curso intensivo” para “prevenir, tratar e curar o homossexualismo” oferecido por Claudemiro Soares, mestre em saúde pública pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

A reação nas redes sociais foi imediata. Logo a publicação foi alvo de inúmeras denúncias e prontamente retirada do ar (veja imagem abaixo) .

12792363_932281543508407_8211573422682617502_o

Acima a confirmação de remoção do cartaz pelo Facebook e, abaixo, o cartaz que circulou na rede social.

leia o post completo »

nenhum comentário

26
fev 2016

Protetor descartável de assento é bom para a saúde e indispensável para o xixi em banheiro público

 
publicado em: educação sexual
por: Julieta Jacob
 

Quem tem filha, sobrinha, enfim, crianças (principalmente meninas), sabe o perrengue que é quando elas querem fazer xixi ou cocô em banheiros públicos. Nem sempre tem papel higiênico suficiente pra fazer a proteção do assento (técnica que eu chamo de “ninho de passarinho”: são vááárias camadas protetoras para impedir o contato da pele com a privada) e as meninas não conseguem fazer xixi sem sentar (técnica que nós, mulheres adultas e de coxas firmes, desenvolvemos em nome da saúde das nossas vulvas e vaginas).

privada

leia o post completo »

nenhum comentário

21
fev 2016

“Amo meu filho, mas estou detestando ser mãe”. Mulher rejeita ‘desafio da maternidade’ e tem perfil bloqueado no Facebook

 
publicado em: educação sexual, estudos de gênero, feminismos
por: Julieta Jacob
 

Eu cheguei a ler o comentário de Juliana Reis na íntegra pouco tempo depois que ela o publicou no facebook. No dia seguinte, para minha surpresa, soube que o perfil dela havia sido bloqueado devido a inúmeras denúncias e críticas. E o que de mal Juliana fez? Eu poderia dizer simplesmente “nada” (porque, de fato, não fez nada). Mas, para muita gente, ela cometeu um grave crime: desconstruir a ideia romantizada da maternidade.

juliana melo_ok

Juliana com o filho Vicente, de três meses. Foto: reprodução/Facebook

Juliana rejeitou o tal “desafio da maternidade” (que propõe que as mulheres postem fotos que demonstrem como é bom ser mãe) e propôs o desafio que chamou “maternidade real”. Juliana é mãe de Vicente, de três meses, e em seu depoimento, (maravilhoso, aliás – leia um trecho abaixo), ela teve coragem de compartilhar seus medos, dificuldades e angústias mais íntimas em relação à maternidade.

“Amo meu filho, mas estou detestando ser mãe”, desabafou. E foi crucificada por isso.

leia o post completo »

14 comentários

18
fev 2016

Adele passeia com o filho vestido de princesa: quatro coisas que você precisa saber

 
publicado em: educação sexual, estudos de gênero
por: Julieta Jacob
 

A cantora Adele foi se divertir na Disney com seu filho Angelo, de três anos, que foi fotografado vestido de princesa. A imagem despertou dúvidas e curiosidades de muita gente. Garimpei alguns comentários para esclarecê-los:

adele

Imagem: divulgação

1- Ele não tem maturidade nenhuma, isso com certeza só confunde a cabeça da criança!

Pensa comigo: e se Angelo quisesse se vestir de Olaf, você também acha que geraria confusão? Veja só, a criança pode achar que é um boneco e neve, hein? Se mesmo assim você respondeu que não teria problema, eu diria que seu argumento da “falta de maturidade” é falho e esconde razões de transfobia e misoginia.

leia o post completo »

2 comentários

17
fev 2016

O casal Ana Carolina e Letícia Lima: três coisas que você precisa saber

 
publicado em: educação sexual, LGBT
por: Julieta Jacob
 

A cantora Ana Carolina e a atriz Letícia Lima foram fotografadas aos beijos na Sapucaí (RJ). Muitos sites de fofoca logo noticiaram a imagem do casal, dando início a especulações sobre o romance, elogios e críticas diversas. Garimpei três comentários para esclarecê-los:

1- Como assim casal? Não seria “par de mulheres”?

Duas mulheres constituem um casal, assim como dois homens também. Elas podem ser casadas, namoradas, noivas, peguetes, companheiras, ficantes… só depende do acordo que existe entre elas (e que só diz respeito a elas). Não muda absolutamente nada, por mais que você possa discordar.

ana carol

Foto: reprodução

leia o post completo »

20 comentários

11
fev 2016

Menina com menina não pode? Uma breve lição sobre sexualidade

 
publicado em: educação sexual, LGBT
por: Julieta Jacob
 

Fazendo a tarefa de casa com minha sobrinha de seis anos, aproveitei pra conversar sobre o dia a dia na escola.

– Qual a brincadeira favorita de vocês?

– Os meninos não gostam de brincar com as meninas…

– Por que?

– Porque eles preferem brincar de luta e as meninas brincam de casinha, de bonecas…

– E tu?

– Eu também gosto de brincar com os meninos, às vezes eu brinco…

– E os meninos?

– Só Gabriel brinca com a gente de vez em quando, a gente deixa ele brincar…

duas meninas

(Interessante perceber a clara divisão das brincadeiras por gênero. Seria muito legal que a escola promovesse a integração de meninos e meninas em brincadeiras conjuntas e não reforçasse essa separação. Isso faz parte dos objetivos da educação sexual escolar.

Continuando o diálogo, como eu sei que na idade da minha sobrinha é comum a brincadeira “do beijo”, resolvi sondar. Nada mais é do que dar selinhos nos amigos.)

– E a brincadeira do beijo tem?

leia o post completo »

6 comentários
Page 3 of 13«12345»10...Last »

Copyright © 2016 - Julieta Jacob - Todos os direitos reservados